Osteopatia Desportiva: a terapêutica que vai mudar a sua vida

Conheça esta abordagem terapêutica que se baseia no manejo e manipulação do corpo de maneira técnica e com o objetivo de diagnosticar e tratar enfermidades

Equipe Atletize.me · 26 de September de 2019

O nome pode ser totalmente desconhecido para grande parte da população em geral, mas muita gente se identifica, quando toma conhecimento das bases da osteopatia.

Para entender o que é a osteopatia desportiva, é interessante primeiro conhecer e entender o que é a osteopatia, e é sobre isso que vamos discutir abaixo.

O que é osteopatia e como funciona

Osteopatia é uma abordagem terapêutica diferenciada, que se baseia no manejo e manipulação do corpo de maneira técnica e com o objetivo de diagnosticar e tratar enfermidades.

Fundamentada na promoção da homeostase, ou seja, o equilíbrio do organismo como um todo, que todas as funções e sistemas interagem entre si, de forma que qualquer desequilíbrio ou disfunção pode acarretar reflexos e sintomas em outras regiões do corpo.

Outra característica da osteopatia é a crença fundamental de que o corpo é capaz de se curar “sozinho”, sem a necessidade de intervenções invasivas ou medicamentos e tratamentos agressivos.

De acordo com o criador da osteopatia, o médico estadunidense Andrew Taylor Still, o corpo humano é uma unidade indivisível, e é composto por estruturas que se complementam e cujas atividades interagem todo tempo, de forma que, havendo harmonia, não é possível existir doença.

Por outro lado, sendo necessária essa harmonia para haver saúde, na falta dela, as enfermidades surgem e se estabelecem.

Para promover harmonia e consequentemente saúde, segundo Still, é preciso suprir as demandas de nutrição do corpo humano, mas no sentido profundo do termo. Nutrir corretamente, de forma que cada célula receba suprimentos de oxigênio e nutrientes, tem ação preventiva e, de acordo com a abordagem osteopata, a de facilitar que o próprio organismo conduza a regeneração e cura.

Osteopatia Desportiva: uma abordagem holística voltada para o exercício

Sendo a osteopatia uma abordagem terapêutica adequada e adaptada a cada caso, e que vê o paciente como um ser único cujo corpo é perfeito e capaz, direcionar o enfoque à área desportiva acaba sendo um caminho lógico natural - isso, porque a prática desportiva por si só também pode resultar em desgastes, traumas e lesões.

Sabe-se, também, que o histórico de lesões tratadas de maneira insatisfatória ou mesmo incorreta prejudicam estruturas direta e indiretamente, e podem não apenas prejudicar o rendimento do atleta, como também levar a outras lesões e traumas a médio e longo prazos, justamente pelo contínuo desgaste de uma estrutura já comprometida anteriormente.

Outro fator que torna a osteopatia indispensável a atletas é a maior propensão ao desgaste, já que o atleta, com sua rotina de treinos e competições, exige mais do corpo, o que torna ainda mais necessário cuidar para que todas as estruturas sejam adequadamente reestabelecidas durante o repouso, fortalecidas durante treinamentos e tratadas, quando lesionadas. Não apenas a região lesionada, mas todas as estruturas – que é o raciocínio que atua como linha central da osteopatia.

A osteopatia voltada para o exercício, então, é mais uma aliada na prevenção de doenças, lesões e traumas, já que atua na cura e no fortalecimento de estruturas, o que, por sua vez, promove não apenas um desempenho e um rendimento melhores, como também uma significativa melhora na qualidade de vida do indivíduo.

Osteopatia x Quiropraxia: quais são as diferenças?

Quando se fala em recursos manuais como meio de cura, talvez seja difícil, num primeiro momento, não associar a prática ao trabalho desempenhado por um quiropraxista, por exemplo.

Entender a diferença entre as atuações desses profissionais pode ser fundamental, quando se pretende montar uma equipe multidisciplinar ou mesmo quando há uma lesão ou enfermidade e não se sabe exatamente a qual deles recorrer.

Ambas especialidades são ramificações da fisioterapia, e uma diferença fundamental entre as duas terapêuticas é o enfoque: enquanto a quiropraxia se atém ao sistema musculoesquelético, atua a nível estrutural, a osteopatia abrange todo o corpo, buscando a origem da enfermidade no desequilíbrio entre todos os sistemas e estruturas que formam esse todo.

Enquanto a quiropraxia foca em um único sistema e a nível estrutural, a osteopatia inclui nas investigações e tratamentos, além de ossos e músculos, os sistemas circulatório, respiratório e nervoso.

A escolha da terapêutica dependerá, então, do tipo de lesão e da gravidade. Normalmente, indica-se a quiropraxia para casos agudos e que exijam alívio imediato, enquanto a osteopatia que tem uma atuação a médio e longo prazos, é indicada para o tratamento de casos crônicos, podendo até ser um complemento à quiropraxia, já que, por se tratar de um tratamento a longo prazo, a cura tende a ser definitiva.

Formação do osteopata desportivo

Enquanto, no Brasil, a regulamentação da profissão ainda é debatida, em outros países do mundo a osteopatia pode ser exercida livremente por profissionais com formação específica independente de uma formação em Fisioterapia ou Medicina.

Em terras brasileiras, o debate, ainda realizado em audiências públicas, ocorre devido à necessidade de conhecimentos generalistas que médicos e fisioterapeutas defendem como estritamente necessários tanto para diagnósticos quanto para a aplicação e condução de tratamentos.

Mesmo diante da indefinição, o recomendável, sempre, é que o paciente verifique a formação do profissional a quem recorre, para evitar possíveis agravamentos do quadro clínico e até outros prejuízos à saúde.

Quem pode recorrer à osteopatia desportiva?

Embora o nome possa levar ao entendimento de que o trabalho da osteopatia desportiva diz respeito somente à atletas de alto rendimento, a especialidade pode ser extremamente benéfica para atletas amadores e também para quem pratica alguma atividade física como recreação.

Imprescindível em uma equipe multidisciplinar, já é muito comum a inclusão do profissional da osteopatia desportiva em equipes médicas de times de futebol e nas mais diversas modalidades desportivas, como forma de promoção da saúde, bem-estar e também como estratégia para o aumento do rendimento das equipes – algo que pode se estender a equipes amadoras, universitárias e recreativas.

A indicação também não se restringe quanto à faixa etária - a terapêutica tem se mostrado eficaz no atendimento de pacientes de todas as idades, desde crianças até idosos. Isso, porque o trabalho é realizado de forma individualizada, levando em consideração cada um dos fatores, como idade, sexo, hábitos alimentares, estilo de vida, profissão, grau de intensidade da atividade física, condições estruturais, histórico de doenças e de lesões, entre outros.

Então, para quem busca melhorar a qualidade de vida, atingir melhores resultados e prolongar o tempo de atividade, a osteopatia desportiva tem muito a oferecer.

Equipe Atletize.me

Equipe Atletize.me

A equipe Atletize.me é composta por treinadores com mestrado em Educação Física e atletas amadores formados em Ciência da Computação. Vivenciamos dia-a-dia o mundo dos esportes de resistência e o mundo da Tecnologia da Informação, a combinação perfeita para entregar uma plataforma que atenda as necessidades dos nossos usuários.

Image credit: Designed by Jcomp / Freepik
Logo

A Atletize.me é uma plataforma que aproxima praticantes de várias modalidades a profissionais que oferecem serviços especializados em esportes, seja para orientação ao treinamento, cuidados com o corpo do atleta ou apoio e suporte.

Links Úteis

Nossos contatos

Campinas, SP
Brasil

(+55) 19 98216-1541
(+55) 19 99250-6294