Boas práticas para treinadores e coaches de esportes de resistência

O treinador de ciclismo Gabriel Vargas indica quais as habilidades e qualidades essenciais para os profissionais da área e como isso é fundamental para que seus clientes obtenham um excelente serviço

Gabriel Vargas · 07 de April de 2019

Os pilares do trabalho com treinamento envolvem alguns aspectos básicos e essenciais: comunicação, planejamento e organização, análise a avaliação, apoio e suporte, conhecimento e ética. Esses atributos, aliados a outras qualidades e à boa formação do profissional, são centrais para um processo efetivo e uma boa relação treinador-atleta.

Ao longo desses anos trabalhando com planilhas e orientação, já recebi vários alunos insatisfeitos (e até mesmo frustrados) após um período sob a tutela de outros profissionais. Obviamente não cabe a mim julgar a qualidade do trabalho alheio, mas as reclamações mais recorrente recaem sempre sobre a falta de atenção, a desconfiança com a legitimidade e a individualização do planejamento e das planilhas, análise precária ou inexistente do treinamento, atrasos com o envio das planilhas, etc.

Comunicação

O trabalho com treinamento é mais do que uma relação treinador-atleta: é um relacionamento. Seja presencialmente ou oferecido a distância, a boa comunicação e interação entre as partes é o componente central nesses serviços.

Todas as informações, feedbacks, explicações e orientações precisam ser claras, explícitas, honestas e constantes. Para isso, é importante que essa comunicação seja efetiva tanto do profissional para seu aluno quanto do aluno para o profissional. Aprenda a expôr suas ideias e conceitos, e da mesma maneira, saiba ouvir seu atleta. Se a outra parte está falhando nesse quesito, cobre melhor comunicação. Explique a importância de bons feedbacks e de manter todas as dúvidas, comentários e sugestões esclarecidas.

Planejamento e Organização

O bom trabalho com treinamento exige certo controle sobre a rotina, os hábitos, as metas e objetivos do atleta. Isso envolve o planejamento adequado de uma progressão do treinamento (calendário de provas, testes e avaliações, periodização, etc), registro amplo e preciso do treinamento realizado, boa apresentação do treinamento a ser executado (planilhas claras e objetivas, por exemplo), etc.

Às vezes, o trabalho do treinador envolver até mesmo o serviço de secretariar o atleta. Lembrar prazos de inscrições para provas, cobrar o acompanhamento com nutricionista, registrar mudanças no peso e rotina de trabalho, entre outros. Para isso, é fundamental que o profissional seja organizado e assíduo com sua documentação.

Análise e Avaliação

O acompanhamento do desenvolvimento da performance é um dos assuntos mais críticos e delicados no trabalho com treinamento. Há metas e avaliações a serem cumpridas, provas a serem disputadas e todo um processo que contempla essa progressão. É fundamental que o treinador crie e domine suas estratégias e ferramentas de análise e avaliação do desempenho do atleta.

A análise do treinamento é a forma de avaliação mais contínua e corriqueira. As sessões foram executadas conforme o prescrito? O atleta alcançou o que foi estipulado? Qual foi o feedback do atleta sobre a sessão? O que os dados desse treino indicam dentro do contexto geral do treinamento? Seja analítico e meticuloso em seu olhar.

Os testes de performance são como as provas para um estudante: mostram apenas uma parcela da realidade. O atleta pode ter um dia ruim, o nervosismo e ansiedade podem influenciar e até mesmo uma avaliação mal elaborada ou mal analisada pode prejudicar o resultado.

O ideal é associar as análises e feedbacks do treinamento com o resultado dos testes para compor uma avaliação geral da progressão do atleta. Essa avaliação não pode, jamais, ser apenas um novo número ou um novo ponto no gráfico: utilize seus resultados de maneira cíclica para repensar o andamento do treinamento, as abordagens empregadas e até mesmo para analisar criticamente o seu próprio trabalho.

Apoio e Suporte

Uma das responsabilidades mais difíceis do treinador é cuidar do atleta com quem está trabalhando. A performance pode ser conduzida (em grande parte) por números e metas, mas a motivação, o foco e o stress do aluno exigem uma abordagem diferenciada. O treinador é acima de tudo um professor, mas também acaba exercendo outros papéis.

Esteja atento aos sinais que o atleta apresenta, seja sempre aberto ao diálogo e humanize sua prática profissional ao máximo, mesmo que isso possa exigir que os aspectos técnicos sejam deixados de lado em alguns momentos. Às vezes, precisamos usar muito a nossa intuição e sensibilidade para tomar decisões e manter o aluno seguro, confiante e determinado perante seus objetivos.

Conhecimento

Treinadores que apenas reproduzem o que seus treinadores ou professores faziam ou ensinavam nunca serão bons profissionais. Ser curioso, inventivo, inovador, inquieto e insatisfeito são quesitos fundamentais. Não se contenha com o que você já sabe e jamais, jamais perca a humildade de saber que o que sabemos é sempre muito pouco. Por mais que tenhamos experiência, por mais que acumulemos experiências, o conhecimento é sempre um pedestal que nos permite enxergar além - e notar que o horizonte se expande quanto mais longe conseguimos alcançar.

Há milhares de pesquisas científicas disponíveis nas bibliotecas ou online; há excelentes blogs e podcasts de profissionais sérios e conceituados dispostos a compartilhar suas ideias; há novidades tecnológicas e novos recursos lançados a todo momento. Mais uma vez, esteja aberto às novidades, esteja atento às diferentes opiniões e teorias e tenha fome de conhecimento. E claro, compartilhe seu conhecimento!

Ética

Por último, mas extremamente importante, um dos tópicos mais delicados. A ética do trabalho com atletas em treinamento envolve responsabilidade, compromisso, seriedade, sigilo, confidência, confiança, honestidade, segurança, etc.

Jamais exponha o atleta com quem você trabalha à negligência, riscos ou fraude. Faça sempre o que é certo e siga as regulamentações e códigos de boa conduta. Seja um bom exemplo, pratique atitudes positivas e exija que seus alunos e colegas também o façam, sem constrangimento ou receio de estar de acordo com a ética. Conheça as orientações, legislações e regulamentos dos órgãos que regem sua prática profissional, os esportes envolvidos e as entidades antidopagem nacionais e internacionais.

Gabriel Vargas

Gabriel Vargas

Gabriel Vargas conquistou seu primeiro pódio em uma prova de ciclismo em 2005, apenas alguns meses após começar a competir. Dez anos depois, fundou seu serviço de consultoria esportiva online.

Logo

A Atletize.me é uma plataforma que aproxima praticantes de várias modalidades a profissionais que oferecem serviços especializados em esportes, seja para orientação ao treinamento, cuidados com o corpo do atleta ou apoio e suporte.

Links Úteis

Nossos contatos

Campinas, SP
Brasil

(+55) 19 98216-1541
(+55) 19 99250-6294